Objetivo do nosso programa de Residência

O objetivo do Programa de Residência de Cirurgia Ortopédica do CEOT é formar cirurgiões ortopédicos tecnicamente competentes, interessados no bem-estar geral de seus pacientes e conhecedores da literatura e prática no campo da cirurgia ortopédica e traumatológica. 

Para conseguir isso, a aprendizagem dos residentes é estimulada pelo contato com pacientes e com perguntas e orientação dos membros do corpo docente. 

O processo de ensino é promovido aos residentes através de aulas e apresentação de casos clínicos semanais, seminários e produção de trabalhos científicos, assim desenvolverão padrões de aprendizagem ao longo da vida sobre o campo da cirurgia ortopédica, bem como um interesse em contribuir com esse campo de conhecimento.

Todos os anos, selecionamos dois novos residentes para participar do nosso programa de três anos totalmente credenciado e reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), assim como pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). 

O programa de ensino tem duração de 36 meses e inclui todas as principais áreas de subespecialidades de cirurgia ortopédica. O programa incorpora áreas específicas para cada subespecialidade principal para fornecer uma experiência focada. Ambas as experiências ambulatoriais e de internação estão incluídas, bem como métodos operacionais e não operacionais de tratamento para uma ampla variedade de condições ortopédicas. 

Os 15 preceptores membros da nossa instituição fornecem aos residentes uma interação e supervisão estreitas, bem como conferência de casos diariamente.

O treinamento clínico possui um programa didático abrangente, que inclui conferências em todas as áreas de ortopedia clínica, trauma ortopédico, ciências básicas e patologia ortopédica. Os membros da equipe científica e nosso corpo docente clínico, trabalham juntos para fornecer um currículo completo baseado no proposto pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT).

Todos os residentes são obrigados a desenvolver pelo menos um artigo científico para demonstrar atividade acadêmica. A maioria dos residentes completa muito mais do que o requisito mínimo. Desde 2011 quando se iniciou o programa de residência médica, todos os residentes foram aprovados na prova de Título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia (TEOT) da SBOT.